Acesse a carta aqui !

 

“Ao Sistema Brasileiro de Televisão – SBT

Produção do programa “A Praça é Nossa”
Av. das Comunicações, 4 – Vila Jaraguá
Osasco – SP
06278-905

Ref. Programa “A Praça é Nossa” – 03/03/16 – Parte 2

Prezados Senhores,

São Paulo, 04 de março de 2016.

O Programa “A Praça é Nossa” desfruta, merecidamente, de credibilidade no mercado televisivo e junto ao seu público telespectador, no qual estamos inseridos.

Por isso, a repercussão de seus vídeos é significativa, atuando como verdade para a maioria dos seus telespectadores. Em função desse poder que a mídia televisiva tem, manifestamos a nossa surpresa ao assistir o Programa do dia 03/03/16, quando o humorista Matheus Ceará diz a seguinte frase: “Secretária é igual feijão na geladeira. Fica lá, uma hora alguém come.”

Como Entidade que representa a categoria, no Estado de São Paulo, cabe-nos apresentar os dados concretos e reais da Profissão de Secretariado, pois esse comentário é extremamente preconceituoso e fere a dignidade dos profissionais que trabalham diariamente para descontruir esse tipo de pensamento.

A profissão de Secretariado completou, em 2015, 30 anos de regulamentação, o que foi oficializado pelas Leis 7.377 de 30/09/85, combinada com a Lei 9.261, de 10/01/96. É regida por código de Ética, tem formação em nível Superior e médio, é organizada em Sindicatos e Federação Nacional, tem o reconhecimento internacional, feita pelo jornal inglês “The Guardian”, em 30 de abril de 2001, como o profissional de Secretariado mais bem preparado do mundo.

O profissional de Secretariado atua junto aos níveis decisórios, tendo um papel decisivo como agente facilitador e agente de resultados. O autor Robert Reich (1993) cita uma tríade de atividades, que classifica como: rotineiras, interpessoais e Analítico-Simbólicas, situando neste último o assessoramento, que correspondem à essência da profissão de Secretariado.

O perfil atual do profissional de Secretariado é de um assessor, assistente, gestor e consultor e está enquadrado no grupo G-4, da nova CBO, que prevê um profissional com formação excelente, nível de intelectualidade e mais adequado ao perfil do profissional exigido pelo mercado.

Temos no Estado de São Paulo, representado pelo SINSESP, mais de 20 Instituições de Ensino Superior com o curso de formação em Secretariado (http://www.sinsesp.com.br/secretariasos/cursos), bem como outros com a oferta da formação em cursos técnicos que poderão ser conhecidos pelo nosso portal: http://www.sinsesp.com.br/secretariasos/cursos-tecnicos.

Editamos a Revista GESEC – Revista de Gestão e Secretariado – publicação de caráter Técnico e Científico que visa ampliar a discussão e disseminação da temática de secretariado e áreas correlatas, resultante de pesquisas acadêmicas e profissionais. Sua linha editorial está assentada em temas que dizem respeito às áreas de gestão e de Processos Administrativos/Técnicos das organizações e instituições de ensino: www.revistagesec.org.br Atualmente, ela está indexada em mais de 20 repositórios e indexadores nacionais e internacionais, dentre os quais destacamos Redalyc e Spell.

Poderíamos escrever muitas outras informações sobre nossa profissão, mas acreditamos que essas são suficientes para entender nossa essência.

Estamos à disposição para trocar ideias e complementar as informações. Pensamos que seria muito importante para nossa categoria profissional e ético por parte do Programa “A Praça é Nossa” dedicar o mesmo espaço para falar do Profissional de Secretariado, com os dados reais e atualizados, que fazem jus a sua importância.

Por sua atenção agradecemos.

Atenciosamente,

Isabel Cristina Baptista,
Presidente.”

Veja Também